Geobiologia

A relação simbiótica Terra-Vida

A Arte de Harmonizar Ambientes

As Redes Geomagnéticas Naturais do Planeta Terra
​A Rede Hartmann e a sua influência no homem,
nos animais e na natureza.

A Terra é coberta por uma malha de energias em rede. E, estas linhas formadas pela rede chamam-se telúricas ou geomagnéticas e envolvem a Terra em intervalos e direcções regulares. Como um sistema dinâmico as dimensões destas linhas variam em forma e informação, dependendo da influência do sol, da lua e das coordenadas geográficas ou geodésicas.

Esta rede energética composta de linhas electromagnéticas, segundo Pires, sustenta a vida e distribui equilibradamente os fluxos energéticos em busca de uma homeostase planetária. A Terra como um ser vivo mantém um controlo de equilíbrio que possibilita a vida dos seres vivos; homens, animais, vegetais e minerais que nela habitam. Mas não nos podemos esquecer de que o homem é como uma antena receptora de energias telúricas e de energias cósmicas. 

O homem em equilíbrio entre
forças telúricas e cósmicas

Em 1948, o Dr. Ernst Hartmann (1915-1992), médico alemão diplomado pela Universidade de Heidelberg, nas suas investigações sistemáticas afirma que toda a superfície do nosso planeta tem linhas de força como as de um sistema nervoso (ou os meridianos da acupunctura), uma rede global, Globalgitternetz.

As Linhas de Força da Terra que se apresentam num padrão quadriculado são chamadas Rede de Hartmann, devido ao seu descobridor. O Dr. Hartmann menciona que a Terra está coberta por uma rede global de ondas que parecem ser produzidas por uma radiação terrestre que provém do interior do planeta, e que se ordenam em forma de rede ao atravessar as camadas da crosta terrestre.

O Dr. Hartmann investiga a relação entre as doenças dos seus pacientes com o local das suas residências, onde estes contraíam essas mesmas doenças. Apoiado pelo seu irmão Robert, engenheiro electrónico e mediante um Magnetómetro e um Galvanómetro medem a resistência eléctrica do corpo humano e as suas variações enquanto o paciente se movimentava dentro da área em estudo, registando todas as alterações recorrentes.

O Dr. Hartmann ao longo do estudo dos seus pacientes verifica que algumas camas têm mais propensão para problemas de saúde do que outras. Então, inverte as camas e certifica-se de que o problema de saúde do seu paciente não era a cama em causa, mas a sua localização.

Com todos os dados anotados e as observações certificadas, o médico realiza a construção de diagramas ou geo-ritmogramas, que permitem calcular as perturbações num determinado local. Uma casa “doente” pode ser causa de graves doenças.

A rede Hartmann são linhas de radiações terrestres, que se elevam verticalmente a partir do solo, apresentam-se como uma malha magneticamente orientada e projectam-se no sentido Norte-Sul/Este-Oeste em linhas com intervalos de cerca de 2 metros, formando como paredes radioactivas invisíveis, cada uma com 21 centímetros de espessura, até à estratosfera; as linhas de Este-Oeste têm aproximadamente 2,5 metros de intervalo. No caso de sismos a sua espessura triplica de tamanho. As linhas ficam encurvadas e enoveladas, mas depois de meia hora todo o sistema se recompõe. Entre estes “muros” geométricos existe uma zona neutra. Esta rede penetra em todos os lugares, abertos ou fechados. Em zonas de grande densidade demográfica a rede é mais intensa.

As quadrículas conservam os valores médios descritos, mas quando existem geopatias na zona, estas distorcem-se diminuindo as distâncias entre as linhas e aumentando a grossura das mesmas. 

Rede Hartmann

Na Rede H assinala-se a encarnado os pontos geopatogénicos ou nós telúricos, que se revelam nefastos e se situam nos cruzamentos de uma linha N/S com uma linha W/E.

Todos os cruzamentos das linhas H são bipolares; as linhas positivas cruzam-se com as linhas negativas, ou seja, as linhas N/S são – (negativas) e as linhas E/W são positivas + (positivas).

Os cruzamentos Hartmann são pontos geopatogénicos cuja influência prolongada num organismo humano, animal ou vegetal podem favorecer o aparecimento ou a evolução de enfermidades. Isto acontece principalmente quando o ponto geopatogénico corresponde ao local onde se situa a cama, a mesa de trabalho ou o sofá, por exemplo.

Dado que a quadrícula se estende em rectângulos de 2×2,5 m, mais ou menos regulares, é inevitável que num quarto de dormir haja um ou mais cruzamentos H.

Quando os cruzamentos H coincidem com veios de água subterrâneos, falhas geobiológicas, chaminés cosmo-telúricas ou algum outro tipo de perturbação subterrânea, os seus efeitos são ainda mais notórios e prejudiciais, pois observam-se alterações de emissão de radiação gama. Os efeitos são muito agressivos para os seres vivos produzindo-se variações vitais nos organismos que se expressam em excitabilidade ou irritabilidade contínua das células nervosas. 

Na rede H assinala-se ao centro da quadrícula uma zona neutra amarela que é equilibrada e é onde se encontram as constantes biológicas dos seres vivos sem nenhuma outra singularidade a perturbar. A zona neutra é uma área particularmente benéfica onde se podem recuperar as energias gastas É nesta zona neutra delimitada pelas linhas da quadrícula que a nossa cama, a nossa secretária, o sofá (onde habitualmente nos sentamos quando chegamos a casa fatigados de um dia de trabalho) se devem situar; a vermelho um ponto geo forte, e a azul uma zona no interior de uma linha.

Geo-ritmograma de uma pessoa num determinado espaço

Zona neutra na rede H

Linha pontilhada azul: a pessoa encontra-se na zona neutra.
​O ritmo é regular e sem picos.

Linha contínua vermelha: a pessoa encontra-se sobre um ponto geopatogénico da rede

H: O ritmo é irregular.
                                                                                    ​La Maya
                                                                    

O Dr. Hartmann, desde 1951, realizava seminários e conferências particularmente em Eberbach, a fim de divulgar as experiências e os resultados das suas investigações científicas.

Este médico alertava sobre os graves perigos para a saúde, pelo facto de se dormir ou trabalhar sobre uma linha de radiação terrestre! E falava de doenças como cancro, problemas cardíacos, insónias, devidas a uma cama mal situada no quarto de dormir. Advertia também sobre o baixo rendimento no trabalho: falta de concentração, dores de cabeça…

O Dr. Hartmann demonstra que a cama de um paciente situada num nó geopático atingindo-o no estômago, faz com que este órgão perca ácido clorídrico.

Eu sei que não parece científico, dizia o médico, e transcreve-se ipsis verbis as palavras do Dr Hartmann: mas se dormir ou trabalhar sobre uma linha Hartmann, nem todas as vitaminas do mundo o poderão ajudar! Uma vez fui a casa de um homem e aconselhei-o a não dormir em cima de uma destas linhas. Pensou que eu era um tolo. Mais tarde morreu de cancro!

Em relação aos bebés o médico advertia: Quando um bebé gritar muito (se não for devido a uma outra causa evidente), mude-o de sítio e verá que ele pára de gritar. E aconselhava: Durma numa zona neutra (área protegida).

Os lactentes e as crianças têm uma percepção natural, uma sensibilidade às radiações, pois, mesmo durante o sono evitam os locais de incidência. Não é por acaso que se atravessam na cama, dormem enroladas, caem da cama, ou até mesmo levantam-se e vão dormir para outro sítio (ver mais adiante comprovação efectuada). Alguns adultos mais sensíveis deitam-se e não conseguem adormecer, dão voltas e voltas na cama, ou andam de um lado para o outro do quarto, ou deitam-se num sofá da sala, porque simplesmente não conseguem ficar na cama!

(Pessoalmente, de entre muitos exemplos, refiro apenas três casos, o de um menino de 12 anos que ainda fazia xixi na cama, mudei-lhe a localização da cama e desde então, deixou de fazer xixi na cama; uma criança de 3 anos, com problemas respiratórios que após lhe ter mudado a localização da cama, pararam todos os sintomas; e um adolescente com 14 anos que pelo facto de não conseguir concentrar-se tinha fraco rendimento escolar, depois de lhe ter mudado a mesa de trabalho, passou a ser um excelente aluno).

Quando as pessoas não evitam as zonas de radiações nocivas e ficam, portanto, sobre essa influência, as suas defesas vão enfraquecendo. Na maioria das vezes, além das perturbações do sono, surgem fraqueza, dores de cabeça, cansaço e desânimo matinal e com o tempo começam a surgir doenças.

Em relação aos animais mencionam-se as abelhas, as formigas e os gatos porque gostam de linhas H e estes dormem sobre estas linhas. E o médico dizia: se o seu gato gosta da sua cama, mude a cama desse sítio. Dava como exemplo uma paciente na Alemanha que tinha três gatos e dormia com eles. A mulher morreu de cancro da mama! Numa outra casa, três pessoas morreram de cancro do estômago. Os cães, os bois, as vacas e os cavalos pelo contrário, tal como os humanos não gostam, nem devem permanecer sobre uma linha H. E o Dr. Hartmann contava que visitava um paciente que tinha um cavalo que era sempre amarrado no mesmo sítio em cima de uma linha Hartmann, e o cavalo ficou cego passado um ano.

Quanto à influência das singularidades terrestres (linhas Hartmann, veios de água,…..), sobre os seres dos reinos animal e vegetal, podemos dividi-las em dois grupos: Os que denominamos sensíveis às singularidades (não gostam e dão-se mal como os seres humanos); e os atraídos pelas singularidades (os que gostam e dão-se bem).

                                    Árvores que fogem de radiações

1) Os sensíveis às singularidades são os que não as suportam, e portanto, evitam-nas ou fogem delas se puderem. E, se assim não for, enfraquecem ou adoecem. É o caso do gado que pastoreia (vacas, ovelhas, cabras), galinhas, porcos, cavalos, cães (no lugar de casa onde um cão se instala é um bom lugar para as pessoas). Quando o cão tem uma linda casota e não dorme nela, é porque o local onde está colocada não lhe é apropriado (e portanto, nem para nós)! Quanto aos animais sensíveis e que vivem em liberdade, procuram sempre o local que lhes é propício (como para nós). Se os peixes de um aquário estiverem sobre linhas Hartmann, adoecem e morrem. As aves e os pássaros nunca constroem um ninho que esteja sobre uma zona de singularidades (excepto a Urraca Azul).

Nos pomares, as árvores mais sensíveis às singularidades são as macieiras e as pereiras, que crescem torcidas e com protuberâncias no tronco. A maior parte das árvores de fruto não se dão nas zonas nocivas, o mesmo sucedendo nos campos, em que árvores, especialmente as faias e as tílias, não gostam de singularidades. Vemos muitas árvores curvadas, procurando fugir do local onde foram plantadas!

Estas árvores estão torcidas, porque estão colocadas sobre um cruzamento de linhas Hartmann (também pode acontecer devido à influência dos ventos). Relativamente às plantas, a sua semente na maioria das vezes só germina num local adequado, zona neutra, e se isso não acontece, crescem inclinadas para o lado, ou acabam mesmo por adoecer e morrer, como acontece com o lilás ou alguns arbustos de cerca.

Nos jardins, se forem detectadas as linhas que acima referenciamos com a finalidade de se localizarem os locais neutros para as plantações podemos ser, mais generosos para com a natureza que nos agracia com a sua beleza, dando-lhes a preferência da situação de que mais gostam. Tal como nós em casa temos o nosso lugar preferido de lazer, de trabalho, ou de dormir, assim também o gato e o cão elegem os seus lugares, e do mesmo modo acontece com as plantas e as flores. Por exemplo, o gerânio gosta da orientação Norte; a mimosa Sudeste; os miosótis Sul-Sudoeste; as zíneas Norte-Nordeste; as rosas acomodam-se a todos os pontos cardeais excepto as brancas, que se orientam a Norte (não abordamos aqui a particularidade das cores). Então, se gostamos tanto de ter um jardim bonito, porque não o havemos de ter, satisfazendo ao mesmo tempo a natureza?!

No interior de habitações, as plantas como as begónias, as azáleas e os cactos preferem locais neutros! 

Árvore situada em zona neutra

Preferências divergentes do cão e do gato

2) Os seres atraídos pelas singularidades são os animais ou as plantas que se sentem bem sobre correntes de água subterrânea ou linhas Hartmann e aí se desenvolvendo bem. É o caso do filodendro, que gosta de estar junto à radiação da TV, e no campo por exemplo, o Kiwi e o sabugueiro.

O castanheiro tem uma característica muito especial, que é transformar as ondas nocivas em ondas benéficas! O castanheiro é uma verdadeira antena benéfica para um parque, um jardim, ou uma quinta.

Entre os animais atraídos pelas singularidades estão os gatos (o gato deita-se sempre sobre um cruzamento de linhas, num local de fortes influências); as formigas (os formigueiros coincidem com veios de água subterrânea e “linhas de forças”, daí algumas tribos africanas Castanheiro tomarem-nos como referência para encontrar água); as aranhas (o centro da teia está sempre sobre um cruzamento de forças telúricas).

O antigo ditado popular referente às andorinhas “que trazem sorte às casas”, é pelo facto de estes animais só construírem os ninhos em sítios isentos de influências nocivas! Nestes locais as pessoas também se sentem bem e com saúde.

Como nota de interesse, Geobiólogos suíços e alemães demonstraram que um automóvel estacionado forma uma antena devido à sua composição ferromagnética. Um automóvel potencia da mesma maneira todas as vibrações procedentes do subsolo. Portanto, é aconselhável evitar a construção de uma garagem ou lugar de estacionamento numa vivenda onde por cima haja quartos de dormir. O ideal é construir a garagem não por baixo da vivenda, mas ao lado.

Esta precaução aplica-se a qualquer lugar onde existam massas metálicas. Por esta razão existe um componente que se coloca no interior do automóvel, minimizando a influência do desgaste electromagnético sofrido pelos seus ocupantes.

O Dr. Hartmann acentuava sempre que tinha 40 anos de documentação médica extensiva sobre os efeitos desta rede H na saúde. Ele mesmo idealizou e construiu um aparelho, uma antena, que permite uma detecção clara e precisa da rede H em poucos minutos.

O Dr. Hartmann é o fundador das bases objectivas e científicas da Geobiologia e da Geopatologia. Este médico alemão lega-nos a seguinte mensagem: o Bem-Estar dos seres humanos na sua constituição, corpo, alma e espírito está relacionado com um ambiente saudável.

     Antena Hartmann

 Georges Lakhovsky

O rigor das observações experimentais e clínicas, a interpretação crítica e racional, do Dr. Hartmann mantêm o interesse de numerosos engenheiros, médicos, cientistas e geobiólogos que asseguram a retransmissão do seu trabalho de investigação.

Diz-nos Georges Lakhovsky (1869–1942), até agora, marchámos sobre a crosta terrestre como cegos, no meio de inúmeros perigos invisíveis que nos ameaçam de todos os lados sem que o percebamos. Um véu espesso vem-se rompendo

La Maya, confirma que os quadrículos formados pelas linhas energéticas são neutros, mas as linhas e os pontos que formam a rede H são um risco para a saúde. Existem pontos, pontos geo (geopatogénicos) que podem ser neutros e eventualmente positivos (vector de ondas de carácter biótico positivo), pois existe uma polaridade nos pontos. Contudo, a sua nocividade é aumentada quando combinada com outras fontes de perturbação telúrica.

As Linhas Hartmann possuem alto padrão vibracional e tendem a aumentar de intensidade nas grandes cidades ou de locais com grandes fontes de contaminação eléctrica. Os efeitos das redes e os seus cruzamentos actuam pontualmente no organismo de uma pessoa, segundo Pires.

O Geobiólogo Bueno, de acordo com as pesquisas diz-nos que as casas e os locais de trabalho podem ser responsáveis por uma grande parte das enfermidades que ocorrem nos seres humanos. E os seres humanos são conscientes apenas de uma pequena parte da realidade, pois o cérebro restringe várias percepções além do que é sentido conscientemente. Segundo Bueno, esse filtro de informações é fundamental para a nossa sobrevivência, pois seria impossível conviver com todas estas informações ao mesmo tempo.

Se se dormir em cima de uma linha Hartmann Norte-Sul, tem-se propensão a sofrer de reumatismo e a ter cãibras. Se se dormir em cima de uma linha Este-Oeste, estar-se-á mais propenso a inflamações. Mas, pior ainda é o lugar onde duas linhas se cruzam chamado nó ou ponto patogénico.

Em medições efectuadas na Rede H em presença de forte contaminação electromagnética a estrutura da rede condensa-se e a quadrícula apresenta-se com 1,5m ou até menos.

A detecção da rede H é efectuada por Geobiólogos, pois a sua pesquisa requere não só conhecimentos nesta temática, mas conceitos claros e objectivos do que se pretende.

O Institut de Recherches en Géobiologie, fundado em 1969, em Chardonne, na Suiça, reagrupa médicos e geobiologistas que se dedicam à prossecução da investigação do Dr. Hartmann. A sua abordagem prática e fenomenológica tem produzido resultados significativos sobre as nocividades relacionadas com as linhas Hartmann.

A afirmação do Dr. Ernst Hartmann, leva-nos à definição da OMS (Organização Mundial de Saúde): saúde não é apenas ausência de doença, mas também, bem-estar físico, psíquico, social.

A HARMONIZAÇÃO de Espaços (casa, escritório, café, restaurante, cabeleireiro, loja, consultório, gabinete de terapias, spas, sala de aula, sala de congressos, jardim, terreno para construção civil, local para animais e automóvel) é uma técnica efectuada por um Geobiólogo, que tem como fundamento as investigações realizadas em Geobiologia, o seu estudo e os resultados práticos obtidos.

Na HARMONIZAÇÃO de Espaços, o Geobiólogo detecta, identifica e analisa a interacção de todas as energias provenientes da Terra, ou seja, Telúricas; as energias Cósmicas; e as energias artificiais, visando a minimização (e até a neutralização) dos efeitos nefastos das energias para o ser humano, animais e vegetais no seu meio ambiente.

Na HARMONIZAÇÃO de Espaços o objectivo final do Geobiólogo é proporcionar aos que nele habitam Bem-estar, Harmonia e Equilíbrio consigo mesmo, a Terra e o Cosmos.

  • Por Drª Ana Pina Santorini
  • ​Licenciada e pós-graduada em Filosofia
  • ​Professora de Filosofia
  • ​Radiestesista
  • ​Geobióloga
  • ​Contacto: Tm 91 229 25 27
  • ​Email:anasantorini39@gmail.com

RECEBA AS NOSSAS INFORMAÇÕES

Todas as novidades do nosso site, subscreva a nossa newsletter

*Campo Obrigatorio